Pipoca com muita manteiga

Quem me conhece, sabe a paixão que eu tenho por pipoca de cinema, mas não qualquer um, sim aquelas com muitíssima manteiga. Enfim, a gordice não é a pauta desse post, mas só o nome dele, na verdade da categoria que acabei de criar por aqui.

Não sou nada viciada em TV, mas de um bom filminho quem não gosta?? Eu, recentemente, criei gosto por assistir filmes – mesmo que as vezes dê uma cochiladinha no meio (hahah!) – e então resolvi criar essa tag “Pipoca com muita manteiga”, para quando quiser contar sobre algum filminho/ seriado/ programa que assisti recentemente.

Então vamos aos dessas últimas 2 semanas…

Dior e eu

Um documentário para quem, que como eu, trabalha ou simplesmente é fascinada pelo mundo da moda. Adorei saber como realmente funciona uma confecção de alta-costura e acompanhar os preparativos para o lançamento de uma nova coleção, mas calma, não é qualquer coleção. Os preparativos em questão, eram para o primeiro desfile e lançamento do sucessor de John Galliano – e verdade seja dita, o escândalo que afastou John, ajudou a deixar a grife em melhores mãos – o estilista Raf Simons, que até então comandava a minimalista Jil Sander.

Mais real impossível, o documentário mostra detalhes de tudo e ainda finaliza com cenas lindas do desfile de alta-costura do outono de 2012.

Eu gostei muito.


O Pequeno Príncipe

Simplesmente uma fofura, bem como o livro, mas com um toque a mais de fofura. Maluquinho também, afinal é um desenho e baseado em um livro que também é maluquinho. Bom, sempre achei mais fácil adultos entenderem a crítica do livro do que as crianças e com o filme não é diferente e, por isso, tinham muito mais adultos que crianças na sessão. O desenho conto um pouco do livro misturando outra história e, de tão fofura que é, deu até para chorar um pouquinho, na verdade bastante (hahah!).


Homem Irracional

Estou aqui para ser sincera, então… não, não gostei muito do filme. Com direção de ninguém menos que Wood Alen, o filme é um pouquinho parado demais para o meu gosto e tem trilha sonora bem repetitiva, o que o torna cansativo. Um romance bem previsível e com alguns pontos levemente bizarros. Melhor para por aqui.


Narcos

Definitivamente não sou do tipo que gosta de programações com matança – adoro os romances mais fofinhos de todos – mas o namorado gosta e eu acabo assistindo junto. Já assisti um outro seriado nesse estilo, o italiano Gomorra, e gostei, então dei uma chance para esse também. Além de ter como diretor José Padilha e ator principalmente Wagner Moura, brasileiros que entendem de telinha, achei o seriado bem produzido e realista. Ainda não posso dar o parecer final, pois estou nos primeiros episódio, mas por enquanto, estou gostando de acompanhar a história de Pablo Escobar.

E aí pessoal, algum filminho para me recomendar??

Beijos

Love it (0)

ME SIGA NO INSTAGRAM

@sulianev

TOPO